- Atualizado diariamente
 
 
Usuários OnLine: 964
 
 
Busca:
 
Cadastre-se e receba nosso informativo.
Navegação
Página Inicial
FÓRUM
Simulado
Notícias
Links
Compra Segura
Acompanhe seu
     Pedido

Atendimento
Informativo

Livraria
Apostilas
Livros
CDs
DVDs

Concursos
Concursos Abertos
Concursos Previstos
Concursos Anteriores
Datas das Provas
Gabaritos
Lista de Aprovados
Inscrições
Provas
Editais

Sites Informativos
cespe
vunesp
esaf
fcc
Diário Oficial


Formas de Pagamento:
Visa / Visa Electron - até 5x sem juros MasterCard - até 5x sem juros
Depósito BancárioDiners - até 5x sem juros
Boleto BancárioDepósito Bancário
BB Office BankingItaú Shopline

 
PROVAS - MARE 97 MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO
Concurso Público para Provimento de Cargos de
Analista de Orçamento
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Economia
Finanças Públicas
Administração Pública
ECONOMIA

1. No modelo clássico, a introdução de um salário mínimo acima do salário de equilíbrio fará com que

(A) o salário real e o nível geral de preços subam e o produto caia.

(B) o nível geral de preços e o produto subam e o salário real caia.

(C) o salário real, o produto e o nível geral de preços subam.

(D) o salário real, o produto e o nível geral dos preços
caiam.

(E) o salário real e o produto caiam e o nível geral dos preços suba.

__________________________________________________________________

2. A produção de um bem é feita usando capital e trabalho em proporções fixas. Neste caso pode-se concluir que a elasticidade de substituição entre capital e mão-de-obra é

(A) infinita.

(B) menor do que a unidade.

(C) igual a zero.

(D) maior do que a unidade.

(E) igual a unidade.

__________________________________________________________________

3. Um julgamento ético ou de valor deve ser feito para se construir

(A) a curva de oferta.

(B) uma função de demanda.

(C) a curva de possibilidade de produção.

(D) uma função de bem-estar social.

(E) a curva de possibilidade de utilidades.

__________________________________________________________________

4. A lei de Say afirma que

(A) toda a demanda cria a sua própria oferta.

(B) toda a oferta cria a sua própria demanda.

(C) o consumo é uma função crescente da renda.

(D) a poupança é uma função decrescente da renda.

(E) o investimento é uma função crescente da taxa de juros.

__________________________________________________________________

5. A curva IS é simplesmente o lugar geométrico de todas as possíveis combinações de valores da taxa de juros real, i, e da renda real, y, que são consistentes com a igualdade planejada de:

(A) taxa de juros reais e salários reais.

(B) salários nominais e renda.

(C) renda esperada e consumo.

(D) consumo e investimento potencial.

(E) poupança e investimento.

__________________________________________________________________

6. A teoria não aceleracionista da curva de Phillips afirma que a inflação é o preço que se deve pagar para se ter taxas

(A) elevadas de desemprego.

(B) baixas de emprego.

(C) baixas de desemprego.

(D) plenas de emprego.

(E) crescentes de desemprego.

7. Um cartel é uma organização formal de vendas de uma indústria que determina políticas para todas as firmas do cartel com o objetivo de:

(A) maximizar os lucros totais do cartel.

(B) manter constantes os lucros do cartel.

(C) aumentar as receitas do cartel.

(D) diminuir os custos do cartel.

(E) manter constante os custos de distribuição.

__________________________________________________________________

8. O lugar geométrico dos pontos de troca de equilíbrio geral numa economia de 2 indivíduos e dois bens é a chamada curva de

(A) contrato de produção.

(B) contrato de consumo.

(C) transformação.

(D) oferta dos bens.

(E) possibilidade de produção.

__________________________________________________________________

9. Com referência ao modelo de Edgeworth pode-se afirmar que

(A) cada duopolista assume que o outro mantém sua quantidade constante.

(B) ele explica a rigidez de preço.

(C) os duopolistas reconhecem suas interdependências.

(D) cada duopolista assume que o outro mantém seu preço constante.

(E) ele explica a rigidez de preço e de quantidade.

__________________________________________________________________

10. A função de oferta de trabalho Keynesiana teoriza que os trabalhadores

(A) aceitam um decréscimo nos salários nominais desde que estes cortes tragam o pleno emprego.

(B) resistem a qualquer diminuição em seus salários reais.

(C) aceitam pequenos cortes em seus salários nominais desde que os salários reais não caiam.

(D) aceitam cortes crescentes nos salários nominais desde que os salários reais não caiam.

(E) resistem a qualquer diminuição em seus salários nominais.

__________________________________________________________________

11. A condição necessária e suficiente para um bem ter uma curva de demanda positivamente inclinada é a de ser:

(A) um bem inferior e o efeito renda exceder o efeito substituição oposto.

(B) um bem inferior.

(C) um bem normal.

(D) o efeito renda exceder o efeito substituição.

(E) o efeito substituição exceder o efeito renda.

12. A fixação de uma tarifa de importação por um país relevante no mercado mundial

(A) melhora as relações de troca do país e aumenta o volume do comércio.

(B) melhora as relações de troca do país e reduz o volume do comércio.

(C) melhora as relações de troca do país e mantém constante o volume do comércio.

(D) piora as relações de troca do país e aumenta o volume do comércio.

(E) piora as relações de troca do país e diminui o volume do comércio.

__________________________________________________________________

13. Se um país enfrenta uma recessão interna e um déficit no balanço de pagamentos, um aumento de gastos do governo
- mantida a taxa de câmbio fixa - irá ocasionar no balanço de pagamentos em transações correntes

(A) uma diminuição do déficit.

(B) um aumento do déficit.

(C) a manutenção do déficit.

(D) a eliminação do déficit.

(E) uma diminuição do déficit na mesma proporção do aumento dos gastos.

__________________________________________________________________

14. A hipótese da aditividade das utilidades equivale à suposição de que a utilidade marginal de um bem depende unicamente da

(A) quantidade disponível desse bem.

(B) quantidade disponível dos outros bens.

(C) quantidade disponível desse bem e dos outros bens.

(D) renda dos consumidores.

(E) condição técnica da produção desse bem.

__________________________________________________________________

15. No sistema de câmbio flexível, a taxa de câmbio é determinada

(A) pelas autoridades monetárias do país.

(B) pelo preço do ouro.

(C) pela oferta de moeda do país.

(D) pelo câmbio fixo.

(E) pelas forças de oferta e demanda no mercado.

__________________________________________________________________

16. Em uma economia, a propensão marginal a consumir é igual a 0,8 e a propensão marginal a importar é igual a 0,2. Um aumento das exportações de R$ 100, fará com que a renda nacional aumente em R$

(A) 100

(B) 150

(C) 200

(D) 250

(E) 300

__________________________________________________________________

17. Para um país, são conhecidas as seguintes informações sobre as contas nacionais

- Produto Interno Bruto (a preços de mercado) R$ 300

- Subsídios R$  20

- Contribuições Parafiscais R$   10

- Impostos Indiretos R$   40

- Depreciação R$   10

Pode-se afirmar, que a Renda Nacional Líquida (aos custos dos fatores) será de R$

(A) 220

(B) 260

(C) 270

(D) 300

(E) 340

__________________________________________________________________

18. No sistema bancário, haverá criação de meios de pagamentos quando

(A) uma empresa leva a um banco comercial uma duplicata para desconto, recebendo um depósito a vista.

(B) os bancos comerciais vendem títulos governamentais para o público.

(C) um indivíduo faz um depósito a prazo.

(D) um banco comercial aumenta seu capital vendendo ações ao público.

(E) um indivíduo faz um depósito a vista.

__________________________________________________________________

19. Em um mercado concorrencial, se o preço for maior que o custo variável médio, uma firma , no curto prazo, deve:

(A) continuar produzindo no ponto onde o preço é igual ao custo marginal.

(B) contrair a produção até o ponto onde o preço é igual ao custo variável médio.

(C) não produzir nada.

(D) contrair a produção até o ponto onde o preço é igual ao custo fixo médio.

(E) expandir a produção até o ponto onde o preço é igual ao custo fixo.

__________________________________________________________________

20. No modelo Keynesiano, se ocorrer a "armadilha da liquidez":

(A) a renda de equilíbrio cairá indefinidamente.

(B) haverá ingresso de capital externo.

(C) a popupança será máxima.

(D) a política fiscal será eficiente.

(E) o multiplicador de renda é nulo.

__________________________________________________________________

21. A permanência do monopólio no longo prazo é garantida

(A) pelo baixo custo de produção do monopolista.

(B) pelos gastos em propaganda.

(C) pelo alto preço do produto vendido.

(D) pela impossibilidade de novas firmas entrarem no mercado.

(E) pelo controle dos canais de distribuição.

22. Para um país são conhecidas as seguintes informações do Balanço de Pagamentos:

1. Balanço Comercial US$ 12

2. Balanço de Serviços US$ 23

3. Movimento de Capital Autônomo US$ 40

4. Movimento de Capital Compensatório US$ 5

Neste caso, o superávit do Balanço de Pagamentos foi de

(A) US$ 25

(B) US$ 20

(C) US$ 15

(D) US$ 10

(E) US$ 5

__________________________________________________________________

23. Um título perpétuo da dívida pública paga R$ 200 por ano. Se a taxa de juros de mercado for de 10% ao ano, o valor de mercado deste título será de R$

(A) 1 000

(B) 2 000

(C) 3 000

(D) 4 000

(E) 5 000

__________________________________________________________________

24. Quando uma economia não está trabalhando na sua curva de possibilidades de produção

(A) há perfeita flexibilidade dos preços.

(B) o progresso tecnológico é neutro.

(C) o custo de oportunidade de aumentar a produção é nulo.

(D) a oferta de fatores de produção é inelástica.

(E) deve fechar-se ao comércio exterior.

__________________________________________________________________

25. Se o encaixe total (voluntário e compulsório) dos bancos comerciais for de 0,2, um aumento na base monetária de R$ 100, aumentará os meios de pagamentos em R$

(A) 100

(B) 200

(C) 300

(D) 400

(E) 500

__________________________________________________________________

26. Nas atuais condições do sistema financeiro brasileiro, se o Banco Central aumentar a taxa de juros real:

(A) os ativos reais sobem de preço.

(B) reduz-se o déficit público.

(C) o real se valoriza em relação às outras moedas.

(D) aumenta a rentabilidade dos investimentos produtivos.

(E) haverá saída de capitais especulativos do país.

__________________________________________________________________

27. Se o custo médio de uma empresa for crescente:

(A) o custo fixo médio também será crescente.

(B) o custo variável médio será maior que o custo médio.

(C) não vale a "lei dos rendimentos decrescentes".

(D) o custo marginal será maior que o custo médio.

(E) existem economias externas à firma.

28. O Balanço de Pagamentos em Transações Correntes de um país apresentou um déficit em um determinado ano. Pode-se concluir que

(A) a poupança externa é maior que o investimento externo.

(B) a poupança interna é maior que o investimento interno.

(C) são necessários recursos do FMI para equilibrar o Balanço de Pagamentos.

(D) o investimento interno é maior que a poupança interna.

(E) a poupança externa é maior que a poupança interna.

__________________________________________________________________

29. Pelo "Teorema do Orçamento Equilibrado", uma idêntica elevação das despesas e da tributação do governo, fará com que a Renda Nacional de equilíbrio

(A) permaneça inalterada.

(B) diminua.

(C) aumente.

(D) diminua com a queda da propensão marginal a consumir.

(E) aumente com o crescimento da propensão marginal a poupar.

__________________________________________________________________

30. A elasticidade renda da demanda de um bem é constante e igual a 0,5. Uma elevação da renda dos consumidores de 10%, fará com que a quantidade demandada aumente em:

(A) 3%

(B) 5%

(C) 8%

(D) 10%

(E) 0,5%

__________________________________________________________________

FINANÇAS PÚBLICAS

31. Constitui exceção ao Princípio da Anualidade

(A) os restos a pagar.

(B) a dívida ativa.

(C) a reabertura de créditos.

(D) o serviço da dívida a pagar.

(E) o plano plurianual.

__________________________________________________________________

32. Coincide com cada gestão governamental

(A) o plano plurianual.

(B) a lei de diretrizes orçamentárias.

(C) os planos setoriais.

(D) os planos regionais.

(E) o orçamento anual.

__________________________________________________________________

33. A certificação do recebimento do fornecimento, da prestação do serviço e da ocorrência do encargo, é exigida na fase de

(A) fixação.

(B) licitação.

(C) empenho.

(D) liquidação.

(E) pagamento.

__________________________________________________________________

34. A indicação de que a despesa é relativa à projeto ou atividade consta da classificação

(A) institucional.

(B) funcional-programática.

(C) funcional.

(D) econômica.

(E) por elementos.

35. Os créditos extraordinários passam a ter cobertura sempre que ocorrer

(A) empréstimo compulsório.

(B) impostos extraordinários.

(C) operação de crédito extraordinária.

(D) superávit financeiro.

(E) excesso de arrecadação.

__________________________________________________________________

36. O reconhecimento de uma receita, anteriormente à sua arrecadação, de ordinário ocorre como

(A) receita orçamentária.

(B) mutação patrimonial ativa.

(C) mutação patrimonial passiva.

(D) independente da execução orçamentária ativa.

(E) independente da execução orçamentária passiva.

__________________________________________________________________

37. É conta do Sistema Patrimonial

(A) Dívida Ativa.

(B) Restituições a Pagar.

(C) Depósitos Diversos.

(D) Restos a Pagar.

(E) Serviço da Dívida a Pagar.

__________________________________________________________________

38. O resultado de execução orçamentária é evidenciado

(A) no Balanço Patrimonial.

(B) no Balanço Orçamentário.

(C) no Balanço Financeiro.

(D) na Demonstração das Variações Patrimoniais.

(E) na Demonstração da Dívida Flutuante.

__________________________________________________________________

39. A posição financeira das entidades governamentais é indicada

(A) no Balanço Patrimonial.

(B) no Balanço Orçamentário.

(C) no Balanço Financeiro.

(D) na Demonstração da Dívida Fundada.

(E) na Demonstração das Variações Patrimoniais.

__________________________________________________________________

40. Os valores a receber envolvidos com a execução orçamentária constam do

(A) ativo financeiro.

(B) passivo financeiro.

(C) ativo permanente.

(D) passivo permanente.

(E) ativo ou passivo compensado.

__________________________________________________________________

41. A receita recebida diferida mas não restituível é registrada em conta integral, em decorrência do Princípio da

(A) Entidade.

(B) Prudência ou do Conservadorismo.

(C) Oportunidade.

(D) Atualização Monetária.

(E) Continuidade.

__________________________________________________________________

42. No custeio por absorção é custo variável:

(A) aluguel corrigido monetariamente.

(B) supervisão de fábrica.

(C) vigilância noturna.

(D) matéria prima.

(E) seguro da fábrica.

43. Os recursos aplicados no ativo diferido, de acordo com a lei comercial, são amortizados no prazo

(A) mínimo de 2 anos.

(B) mínimo de 3 anos.

(C) mínimo de 4 anos.

(D) mínimo de 5 anos.

(E) máximo de 10 anos.

__________________________________________________________________

44. O capital social da entidade era de 100, os lucros do período foram de 400, as reservas de capital (excluída a de correção do capital social) eram de 13, a reserva legal era de 15. Dos lucros do exercício deverá ser transferida para Reserva Legal, o valor mínimo de

(A) 2

(B) 5

(C) 7

(D) 15

(E) 20

__________________________________________________________________

45. A Demonstração de Lucros Acumulados pode ser substituída

(A) pelo Livro de Apuração do Lucro Real.

(B) pelas notas de rodapé.

(C) pela Demonstração das Variações do Patrimônio Líquido.

(D) pelo Balanço Patrimonial.

(E) pela Demonstração do Resultado do Exercício.

__________________________________________________________________

46. O setor governamental preocupou-se em promover ajustamentos na alocação de recursos requeridos pela economia,

(A) para eliminar conflitos de produção no setor privado.

(B) para eliminar conflitos de concorrência no setor privado.

(C) pelo efeito multiplicador no incremento à renda nacional, como no caso da aplicação de recursos na expansão da infra estrutura econômica.

(D) para incrementar a adesão do setor privado ao desenvolvimento econômico e social.

(E) para o desenvolvimento da economia privada.

__________________________________________________________________

47. Ajustamentos na distribuição da renda decorrem da deficiência do sistema de mercado na produção dos bens

(A) de consumo popular.

(B) que independem de manifestação individual de preferência.

(C) de consumo da população de baixa renda.

(D) de consumo das entidades privadas.

(E) da classe média.

__________________________________________________________________

48. Quanto aos bens meritórios justifica-se a intervenção estatal no seu oferecimento

(A) pelo custo e qualidade do produto obtido.

(B) pelo menor custo de sua produção.

(C) pela facilidade na sua distribuição.

(D) pela sua gratuidade.

(E) pela sua utilidade social.

49. Para financiar a produção de bens públicos o setor governamental utiliza-se

(A) de impostos, exclusivamente.

(B) da tributação em geral.

(C) de taxas, exclusivamente.

(D) de contribuição de melhoria, exclusivamente.

(E) de taxas e contribuições sociais, exclusivamente.

__________________________________________________________________

50. De modo geral, no seu esforço de manutenção da estabilidade econômica o setor governamental objetiva atenuar crises de

(A) arrecadação.

(B) falta de controle dos gastos públicos.

(C) carência de créditos do setor privado.

(D) inflação ou depressão.

(E) níveis de tributação.

__________________________________________________________________

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

51. NÃO foi característica da reforma administrativa promovida no primeiro Governo Getúlio Vargas a

(A) adoção da tese do departamento administrativo geral, formulada por Willoughby.

(B) inspiração ideológica em teorias autoritárias que rejeitavam o liberalismo político.

(C) introdução do sistema de mérito na gestão de pessoal.

(D) referência teórica a Taylor, Fayol e Gulick.

(E) rejeição do modelo burocrático, por suas disfunções.

__________________________________________________________________

52. A reforma promovida por meio do Decreto-lei 200/67 teve a finalidade de

(A) centralizar a administração pública, reforçando o controle das entidades da administração indireta.

(B) introduzir os princípios de racionalidade administrativa e de planejamento.

(C) aperfeiçoar a gestão da administração centralizada.

(D) coibir a prática da contratação sem concurso público.

(E) resgatar os princípios da administração burocrática.

__________________________________________________________________

53. Hoje enfatiza-se a organização flexível, porém, em determinadas circunstâncias, as organizações burocráticas ainda são consideradas adequadas. A organização burocrática é INADEQUADA quando

(A) há ambientes em crescimento e mercado em formação.

(B) a tarefa a ser realizada privilegia o planejamento e o controle internos.

(C) o perfil requerido do funcionário é executar tarefas repetitivas e mensuráveis.

(D) se privilegia a qualidade dos produtos e as necessidades da clientela.

(E) é possível treinar os profissionais antes do ingresso na organização.

54. Segundo Edgard Schein a ausência de definição clara de cultura organizacional leva à confusão entre as manifestações e reflexos da cultura e a cultura em si. Ao tratar da relação entre cultura organizacional e liderança, Schein define como cultura organizacional,

(A) um conjunto de pressupostos básicos - inventados, descobertos ou desenvolvidos por um grupo específico quando este aprende a lidar com seus problemas de adaptação externa e integração interna - que tenha funcionado bem o suficiente para ser considerado válido e, portanto, para ser ensinado aos novos membros como o modo correto de perceber, pensar e sentir em relação àqueles problemas.

(B) os comportamentos regulares e repetitivos dos membros de uma organização, determinados pelo conjunto de valores, crenças e normas escritas ou não, resultantes da história da organização.

(C) os padrões de exercício de autoridade, de comunicação intra e inter-organizacional e de organização do trabalho estabelecido pelos líderes da organização e que, tendo se mostrado válido em função do sucesso da organização, são perpetuados pelos membros sem que sejam percebidos como características específicas de uma organização particular.

(D) o conjunto de atitudes e comportamentos individuais e coletivos que caracterizam os membros de uma dada organização - linguagem, forma de tratamento de superiores e subordinados, filosofia em relação aos consumidores etc. - e que devem ser aprendidos pelos recém admitidos para serem aceitos como membros do grupo.

(E) os valores, crenças, ritos, tabus, mitos e regras que orientam o comportamento dos membros de uma organização, conformando suas condutas e seu modo de perceber a própria organização e seu ambiente.

__________________________________________________________________

55. A demanda por novas lideranças no setor público intensificou-se com a crise fiscal do Estado e com a esperança de inovações organizacionais no setor. O empreendedor público se caracteriza, segundo Osborne e Gaebler, pela

(A) adequação dos procedimentos e controle dos insumos.

(B) adoção de parcerias com o setor privado e assunção de riscos.

(C) busca de oportunidades e de melhores resultados.

(D) flexibilização na gestão e definição adequada das atribuições.

(E) ação inibidora de competição e aumento da área de influência da organização.

__________________________________________________________________

56. Assinale a alternativa que melhor apresenta as ações necessárias à avaliação de resultados na produção de serviços públicos segundo Osborne e Gaebler, em Reinventando o Governo:

(A) avaliar eficiência e eficácia de programas e políticas, redefinindo periodicamente as medidas qualitativas e quantitativas de avaliação de desempenho.

(B) analisar, periodicamente, a qualidade dos produtos e a eficiência e eficácia dos parâmetros administrativos, através de indicadores quantitativos.

(C) avaliar permanentemente o processo de trabalho, procurando evitar resistências através de definição externa de medidas e indicadores.

(D) avaliar qualitativamente o resultado do programa e da política, mantendo as medidas durante um longo período para tornar possível a comparação de resultados.

(E) avaliar eficiência do programa e da política empregando o maior número de critérios e medidas, sem vincular seus orçamentos aos dados de desempenho.

57. A Constituição Federal de 1988 determinou

(A) a realização de concurso público, como forma de ingresso dos servidores públicos, mas não para os empregados das sociedades de economia mista.

(B) a unificação dos regimes jurídicos de todos os servidores e empregados públicos.

(C) isonomia de vencimentos para os servidores da administração direta e entre os dos três Poderes, desde que ocupem cargos com as mesmas atribuições, não importando o local de trabalho.

(D) que o servidor público estável só perderá seu cargo em virtude de sentença judicial.

(E) que os servidores militares quando em efetivo exercício estão proibidos de filiar-se a partido político.

__________________________________________________________________

58. Desde a construção do Estado moderno (Estado-nação) a principal característica do poder político estatal é:

(A) ser o único fórum legítimo de representação dos vários interesses da sociedade.

(B) possuir o monopólio da cobrança de tributos sobre a população de determinado território.

(C) basear-se na legitimação democrática do acesso ao poder político, através do princípio da soberania popular.

(D) possuir a exclusividade legal, isto é, ser o único centro legítimo de confecção de leis.

(E) deter o monopólio do uso legítimo da violência física dentro dos limites de determinado território.

__________________________________________________________________

59. Segundo o Dicionário de Ciências Sociais, as principais características da Administração Pública Weberiana são:

(A) definição da estrutura de cargos públicos; ordem hierárquica e de responsabilidade bem definidas; administração baseada em normas e procedimentos e possibilidade de carreira através do mérito.

(B) definição da estrutura de cargos públicos; flexibilização do Direito Administrativo; administração baseada em normas e procedimentos e descentralização governamental.

(C) administração baseada em normas e procedimentos; possibilidade de carreira através do mérito; descentralização de funções e rigidez funcional na avaliação de desempenho.

(D) ordem hierárquica e flexibilização das responsabilidades; Direito Administrativo rígido; plano de cargos e carreiras e ascensão funcional vinculada à meritocracia.

(E) administração baseada em normas e procedimentos; definição da estrutura de cargos públicos; burocracia orientada pelos resultados e não pelos processos e ascensão funcional vinculada à meritocracia.

60. A modificação da relação entre Estado e Mercado ocupa um lugar privilegiado na agenda pública atual. Segundo análises comparativas das experiências dos países desenvolvidos, entre as principais características desse novo padrão de relacionamento estão:

(A) a combinação de padrões keynesianos e liberais voltada para reformas orientadas para o mercado e desregulamentação completa dos setores recém-privatizados.

(B) a substituição do papel empreendedor-keynesiano do Estado por uma atuação mínima no campo econômico e transferência para a iniciativa privada da maior parte das atribuições estatais.

(C) a substituição do papel empresário-keynesiano do Estado por uma atuação regulatória e estabelecimento de parcerias com a iniciativa privada.

(D) a substituição do modelo nacional desenvolvimentista pelo modelo Liberal-Social e fortalecimento do planejamento centralizado como forma de orientar o desenvolvimento econômico.

(E) a combinação de padrões keynesianos e liberais-sociais voltada para o aumento da competitividade externa da indústria nacional e desregulamentação completa dos setores recém-privatizados.

__________________________________________________________________

61. A constituição de 1988 descentralizou boa parte dos recursos e competências para as unidades subnacionais, sobretudo na área social. No entanto, a nova ordem federativa não vem garantindo a eficácia das políticas sociais em razão

(A) do cumprimento integral da Lei Camata pela maioria dos estados e da realização maciça de PDVs (Programas de Demissão Voluntária) nos estados.

(B) do uso político-clientelístico dos recursos orçamentários e do cumprimento integral da Lei Camata pela maioria dos estados.

(C) da ausência tanto de estímulos à cooperação entre os níveis de governo como de apoio internacional aos programas de combate à desigualdade.

(D) da falta tanto de coordenação intergovernamental como de estímulos à cooperação entre os níveis de governo.

(E) do uso clientelístico dos recursos orçamentários e dos efeitos do Plano Real na arrecadação própria dos estados e municípios.

__________________________________________________________________

62. O arcabouço institucional brasileiro é um dos mais modernos no que tange à questão orçamentária. Contudo, há algumas características do atual processo decisório que vêm dificultando a democratização do Orçamento Público Federal, quais sejam:

(A) mal aparelhamento do SIAFI (Sistema Integrado de Administração Financeira) e poder dos lobbies tanto no Congresso Nacional como nos Ministérios.

(B) ausência de controles institucionais eficazes da execução orçamentária e o confinamento das decisões a algumas arenas públicas pouco transparentes.

(C) aumento do poder dos parlamentares em emendar clientelisticamente o Orçamento e mal aparelhamento do SIAFI (Sistema Integrado de Administração Financeira).

(D) ingerências políticas do TCU na execução orçamentária e aumento do poder dos parlamentares em emendar clientelisticamente o Orçamento.

(E) confinamento das decisões a algumas arenas públicas pouco transparentes e aumento do poder discricionário do TCU na elaboração do Orçamento.

63. Os estudos feitos pelos juristas e cientistas políticos a respeito do federalismo no Estado Contemporâneo constatam que esse tipo de Estado

(A) é incompatível com a idéia de governo forte, essencial na sociedade contemporânea.

(B) apenas pode prosperar sob a forma dual rígida.

(C) depende de uma distribuição de competências feita com hierarquia entre as entidades políticas.

(D) é inadequado para a época atual, tendo em vista a necessidade de planejamento.

(E) permite o fortalecimento e a integração dos Estados federados, preservando suas peculiaridades sócio-culturais.

__________________________________________________________________

64. Em face das regras constitucionais que estabelecem a competência legislativa, pode-se afirmar que

(A) as leis federais preponderam sobre as leis estaduais e municipais e as regras estaduais sobre as municipais.

(B) apenas nos temas de competência privativa das entidades federadas há hierarquia das normas.

(C) nas matérias de competência comum pode-se falar em hierarquia das normas, visto que a lei federal prepondera sobre as leis estaduais.

(D) a lei federal é superior à lei estadual, sempre e em todas as matérias.

(E) nas matérias de competência concorrente, os Estados possuem apenas competência suplementar, não podendo legislar na ausência da lei federal de normas gerais.

__________________________________________________________________

65. Tendo em vista a evolução do conceito de uma norma constitucional, as Constituições contemporâneas revelam a característica de

(A) serem sintéticas e restritas aos temas materialmente constitucionais.

(B) contemplarem, quase exclusivamente, normas de aplicação direta e imediata.

(C) serem prolixas, repletas de normas programáticas, abrangendo aspectos políticos, ideológicos, sociais e econômicos do Estado.

(D) se limitarem a assegurar e declarar os direitos individuais, políticos e sociais dos cidadãos, e a tratar dos princípios e regras atinentes ao regime, forma de governo e de Estado, e dos poderes e competências para o exercício do poder político.

(E) haverem perdido a sua rigidez formal, admitindo revisões periódicas pelo rito das leis ordinárias.

__________________________________________________________________

66. Entre os princípios fundamentais da Constituição Brasileira, nas relações internas e externas, inclui-se expressamente o

(A) da simetria do processo legislativo.

(B) do bicameralismo.

(C) da proteção do salário.

(D) da concessão do asilo político.

(E) da pluralidade de crenças religiosas.

67. Em face das normas constitucionais atinentes ao processo legislativo federal, é correta a afirmativa de que

(A) a promulgação é ato executivo de exclusiva competência do Presidente da República.

(B) a sanção à ato legislativo de competência exclusiva do Presidente da República.

(C) os projetos remetidos para sanção, antes do fim da legislatura, estarão tacitamente vetados se não forem sancionados durante o recesso.

(D) a sanção jamais decorre do silêncio do Chefe do Executivo.

(E) em caso de veto parcial, a lei somente pode ser promulgada após reapreciação de todo o projeto.

__________________________________________________________________

68. A realização de asfaltamento em uma via pública

(A) não constitui serviço, mas sim obra ensejando a cobrança de contribuição de melhoria.

(B) constitui serviço de utilidade pública a ser remunerado mediante tarifa.

(C) constitui serviço público divisível a ser remunerado mediante taxa.

(D) constitui serviço público que beneficia toda a coletividade, sendo coberto pelos impostos.

(E) constitui obra que não gera benefício em concreto e, portanto, não enseja a cobrança de tributo.

__________________________________________________________________

69. Após haver celebrado contrato administrativo com uma empresa construtora, visando a edificação de um conjunto habitacional, a Administração, com o conhecimento e anuência da contratada, alterou o projeto estrutural inicial, reduzindo os custos da obra, sem prejuízo da montagem e do número de casas. De acordo com os princípios e normas que regem o contrato administrativo, a medida

(A) não pode ser adotada em face da imutabilidade do objeto do contrato, tendo em vista o que foi fixado na licitação.

(B) pode ser adotada, porém sem qualquer repercussão no preço, já que a empresa tem direito ao lucro proporcionado pela remuneração fixada nas cláusulas econômicas e financeiras.

(C) implica em novação que, por não estar compreendida nos limites e percentuais fixados em lei para a alteração dos contratos administrativos, acarreta a nulidade do contrato.

(D) é legítima, cabendo à Administração, reduzir, na mesma proporção, a remuneração prevista no contrato para manter a equação econômica do ajuste, evitando o enriquecimento ilícito da contratada.

(E) é viável, quanto ao objeto, desde que não haja alteração do preço do contrato, visto que as cláusulas econômicas são imutáveis.

__________________________________________________________________

70. A concessão de serviço público é um contrato administrativo (1) pelo qual a Administração Pública, empregando qualquer modalidade de licitação (2), transfere a um terceiro a titularidade de um serviço público (3), cuja fruição será remunerada pelos usuários mediante o pagamento de um preço público (4), ficando o concessionário sujeito à responsabilidade civil ordinária (5) pelos prejuízos causados a terceiros. Nesse enunciado, as proposições numeradas são, respectivamente,

(A) 1 certa; 2 errada; 3 errada; 4 certa; 5 errada.

(B) 1 certa; 2 certa; 3 certa; 4 errada; 5 errada.

(C) 1 errada; 2 certa; 3 errada; 4 certa; 5 certa.

(D) 1 certa; 2 certa; 3 errada; 4 certa; 5 errada.

(E) 1 certa; 2 errada; 3 errada; 4 errada; 5 errada.

PROVAS - MARE 97
MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO
Concurso Público para Provimento de Cargos de
Analista de Orçamento
CONHECIMENTOS GERAIS
Língua Portuguesa
Língua Inglesa
Estatística/Matemática Financeira
LÍNGUA PORTUGUESA

1. A frase inteiramente correta quanto à ortografia é:

(A) A ata da sessão extraordinária apresenta deslises, poucos, é certo, mas que exigem pronta retificação.

(B) Sempre obsequioso, o assessor incumbiu-se de externar ao Governador nossa dissenção quanto à política energética.

(C) Os expedientes utilizados pela oposição deixaram exasperados os ânimos, em vista de seu caráter tão-somente protelatório.

(D) Tais despesas talvez sejam excessivamente onerosas a um orçamento já expoliado pela má fé dos antecessores.

(E) É sempre penoso discriminar a minoria, mas a falta de concenso implica, é claro, óbices à plena satisfação.

__________________________________________________________________

2. Ocorrem DOIS erros de ortografia em

(A) desfaçatez, prazeiroso, incólume, desairoso.

(B) concisão, suscinto, retaliação, obcecado.

(C) complementariedade, suspeição, obsessão, vigente.

(D) privilégio, maugrado, repto, contumaz.

(E) remanecente, benfazejo, izenção, frouxidão.

__________________________________________________________________

3. "É o RADICAL que irmana as palavras da mesma família e lhes dá uma base comum de significação" (Celso Cunha, Gramática do Português Contemporâneo).

Com base na citação acima, é correto afirmar que se irmanam pelo mesmo radical as palavras:

(A) júri, perjúrio e ajuizar.

(B) consideração, constelação e conspiração.

(C) solitário, dissolução e insólito.

(D) vidente, revisor e convincente.

(E) condução, condizente e irredutível.

__________________________________________________________________

4. Está inteiramente correta quanto à flexão verbal a frase:

(A) Os parlamentares divergiram nos detalhes, mas conviram nos pontos essenciais.

(B) Se eles requisessem revisão do processo, tê-la-iam conseguido.

(C) Coalizaram-se as oposições, mas o Presidente interveio e obteve uma trégua.

(D) Pediu-nos que lhe expedíssemos os documentos antes que o superintendente os revesse.

(E) Desde que se manteram todos calados, o orador houve por bem iniciar sua fala.

__________________________________________________________________

5. A frase inteiramente correta quanto à concordância verbal é:

(A) Vê-se por toda parte, a todo momento, indícios dos seus descalabros administrativos.

(B) Não nos ocorreram quantos prejuízos acabaríamos por lhes trazer com nossa decisão.

(C) Como não se contrapõe o seu ponto de vista e o meu juízo, não haverá razões para polêmica.

(D) As medidas que nos parece conveniente tomar soarão antipáticas aos ouvidos do povo.

(E) Caso algum dos presentes pretendam pronunciar-se, é preciso que o façam agora.

6. Há ERRO de construção no segmento sublinhado na frase:

(A) Tais medidas não são relevantes para a classe patronal.

(B) Sua reclusão a um cárcere foi considerada injusta.

(C) Creio que foi inoportuna minha recondução ao cargo.

(D) Sua irreverência para com o magistrado é constrangedora.

(E) O político paga caro por seu divórcio com a vontade popular.

__________________________________________________________________

7. A frase construída de forma inteiramente correta é:

(A) Não apreciei o filme que tantos dizem ter gostado.

(B) A exposição a que resolvi prestigiar era um desastre.

(C) A peça cuja execução ele mais se esmerou foi a de
Mozart.

(D) Ainda que comigo venham a discordar, editarei o livro.

(E) Não é um romance por cujo estilo me sinta atraído.

__________________________________________________________________

8. Parece-nos plausível que venha a ocorrer exacerbação dos ânimos, pois a decisão foi tomada arbitrariamente.

Têm significação oposta à dos termos sublinhados na frase acima, respectivamente:

(A) inverossímil, pacificação, pressurosamente.

(B) inadmissível, apaziguamento, criteriosamente.

(C) inaceitável, apaziguamento, gratuitamente.

(D) inadmissível, arrefecimento, injustificadamente.

(E) reprovável, tensionamento, sensatamente.

__________________________________________________________________

9. A impropriedade no emprego do léxico torna absurdo o sentido da seguinte frase:

(A) Sempre subserviente, o Raul nunca se furta a cumprir quaisquer determinações, mesmo as que não provenham de seu chefe imediato.

(B) O esmaecimento das cores, no outono, imprime excessiva melancolia em seu espírito, tornando-o infenso às depressões.

(C) Aproveitam-se de sua versatilidade para atribuir-lhe funções que normalmente requereriam as qualidades de um especialista.

(D) Os políticos carismáticos podem descuidar um pouco da retórica, tal o prestígio já capitalizado pela força da sua personalidade.

(E) Não vejo em seu relatório senão alguns lapsos de pouca monta, que você mesmo poderá retificar com presteza.

10. ...... ela aparente ser uma pessoa dócil, não a provoque, ...... a ovelhinha não se transforme numa tigresa.

A frase acima ganha sentido completo e lógico preenchendo-se suas lacunas, respectivamente, com as expressões:

(A) Desde que - a fim de que

(B) Muito embora - desde que

(C) Dado que - muito embora

(D) Ainda que - para que

(E) Mesmo que - em vista do que

__________________________________________________________________

11. O período inteiramente correto quanto à pontuação é:

(A) Deixe-me perguntar-lhe, e não o quero ofender se não poderia saldar, ao menos algumas das dívidas, que ainda permanecem pendentes?

(B) Deixe-me perguntar-lhe (e não o quero ofender) se não poderia saldar ao menos, algumas das dívidas que ainda permanecem pendentes?

(C) Deixe-me perguntar-lhe, e não o quero ofender: se não poderia saldar ao menos algumas das dívidas, que ainda permanecem pendentes.

(D) Deixe-me perguntar-lhe (e não o quero ofender), se não poderia saldar ao menos algumas das dívidas que ainda permanecem pendentes.

(E) Deixe-me perguntar-lhe e não o quero ofender se não poderia saldar ao menos algumas das dívidas que ainda permanecem pendentes.

__________________________________________________________________

12. O período cuja redação está inteiramente clara e correta é:

(A) Um humorista já lembrou que na democracia os cidadãos a vêem como um regime no qual não se nega a ninguém o direito de concordar com eles.

(B) De acordo com um humorista, muitos democratas aplaudem esse regime porque julgam que, nele, todos têm o direito de concordar consigo.

(C) A democracia (segundo um humorista) é o regime no qual cada cidadão não nega a ninguém o direito de com ele concordar.

(D) Disse um humorista que muitos definem a democracia como o regime que se preserva o direito de todos os cidadãos com eles concordarem.

(E) A democracia definiu um humorista é aquele regime que as pessoas não negam o direito do próximo, que é o de concordarem com elas.

__________________________________________________________________

Atenção: As questões de números 13 a 15 referem-se ao texto que segue.

Parece-me que a virtude é coisa diferente, e mais nobre, do que são as inclinações para a bondade, que nascem em nós. As almas bem-nascidas e naturalmente bem equilibradas seguem caminhos idênticos e apresentam em suas ações fisionomia igual à das virtuosas. Mas a virtude revela não sei que de maior, mais ativo, do que deixar-se, sob a influência de uma feliz compleição, serenamente conduzir pela razão. Quem, por doçura e inclinação natural, esquece as ofensas recebidas, comete uma bela ação, digna de louvores; mas quem, profundamente ferido e irritado, luta contra um terrível desejo de vingança e pela razão consegue dominar-se, faz melhor, sem dúvida. Aquele age certo; este, virtuosamente. O ato do primeiro é de bondade, o do segundo, de virtude. Dir-se-ia que a virtude pressupõe dificuldade e oposição e não pode existir sem luta. Talvez seja por isso que qualificamos Deus como bom, generoso, justo, mas não "virtuoso", porquanto tudo o que faz é natural, não necessitando nenhum esforço para realizá-lo.

(Montaigne)

13. A afirmação que resume corretamente a tese apresentada por Montaigne nesse excerto é:

(A) A virtude e a bondade são qualidades igualmente meritórias, com a diferença de que só a primeira se transmite às ações.

(B) A virtude distingue-se da bondade porque, não sendo como esta um dom natural, implica sacrifícios a quem a pratica.

(C) Há mérito maior em ser virtuoso do que em ser bondoso, pois a virtude se deixa conduzir serenamente pela razão.

(D) A virtude pressupõe a oposição que a vencerá, ao passo que a bondade garante que qualquer obstáculo será transposto.

(E) A bondade, sendo um dom natural, não representa mérito; já virtude, uma conquista humana, perde o mérito com a vaidade.

__________________________________________________________________

14. Considere as seguintes afirmações:

I. Para haver mérito na castidade é preciso haver a tentação e a resistência.

II. A criança que ama os bichinhos é a mais virtuosa das criaturas.

III. Qualificar Deus como "virtuoso" seria admitir a possibilidade de Ele falhar.

É coerente com o que diz o texto o que dele se deduziu em

(A) I, II e III.

(B) I e II, apenas.

(C) I e III, apenas.

(D) II e III, apenas.

(E) I, apenas.

__________________________________________________________________

15. Indique a alternativa em que, considerado o contexto, se traduz corretamente o sentido de uma expressão do texto.

(A) "feliz compleição" = positiva disposição de espírito.

(B) "a virtude pressupõe dificuldade" = o esforço acarreta o revés.

(C) "fisionomia igual" = fundo de semelhança.

(D) "faz melhor" = opera com mais bondade.

(E) "deixar-se (...) serenamente conduzir pela razão"
= guiar-se por quem aja mais racionalmente.

LÍNGUA INGLESA

Atenção: Para responder às questões de números 16 a 20 baseie-se no texto abaixo.

Dear Sir:

Many of the smart international executives you're competing  are being briefed each week by Business and Money. That's precisely the reason I've reserved Business and Money at
substantial savings off the basic subscription rate.

It's the best way I know to let you judge for  whether Business and Money's incisive style is right for you. To  more about Business and Money please see the enclosed information. Just return the attached reply form to accept.

Best regards,
 
 

Joseph D. Brown

16. A melhor palavra para preencher a lacuna do texto é

(A) at

(B) from

(C) in

(D) with

(E) for

__________________________________________________________________

17. A melhor palavra para preencher a lacuna do texto é

(A) them

(B) yourself

(C) me

(D) myself

(E) itself

__________________________________________________________________

18. The only word that is NOT ADEQUATE to fill in this gap in the above text is

(A) know

(B) learn

(C) discover

(D) find out

(E) convey

__________________________________________________________________

19. The underlined word briefed means

(A) contacted

(B) brought up

(C) informed

(D) let down

(E) hurried up

20. A carta acima

(A) é dirigida a possíveis investidores.

(B) vem de uma agência de "head hunters" para altos executivos.

(C) é uma oferta de assinatura de uma revista.

(D) oferece um desconto especial para respostas imediatas.

(E) deixa claro que está escrita em estilo adequado ao destinatário.

__________________________________________________________________

Atenção: Para responder às questões de números 21 a 23 baseie-se no texto abaixo.

Any crackdown on the informal economy, while a palatable solution for those who seek order, is treating a symptom and not the illness. Brazil's busy underground economy is only one sign of a macroeconomic policy that is not quite right. Government regulation, rigid labor laws and an antiquated tax structure have motivated citizens to make their markets off the books. How to bring these "informals" into the formal economy is one of many problems with which the current administration must wrestle.

, on balance, the news coming out of Brazil these days is good. In July 1994 Brazil adopted the Real Plan, named for a new Brazilian currency. The plan fixed the Brazilian currency to the U.S. dollar with a "crawling peg," which permits a gradual devaluation. Since then the lot of the average Brazilian has vastly improved.

21. The best word to fill in this blank is

(A) Yet

(B) Because

(C) So

(D) Therefore

(E) Then

__________________________________________________________________

22. No texto, the lot significa

(A) o lote.

(B) poucos.

(C) a grande maioria.

(D) muitos.

(E) a sorte.

23. Segundo o texto,

(A) a economia informal deve ser duramente combatida para não prejudicar aqueles que se pautam pela lei.

(B) embora um ataque direto à economia informal seja tratar de um sintoma e não da doença em si, ainda assim é uma solução desejável a curto prazo.

(C) apesar da gravidade do problema, o governo atual nada está fazendo para combater a economia informal.

(D) o surgimento da economia informal deve-se a uma política macroeconômica inadequada.

(E) a única solução para pôr fim à economia informal seria criar leis trabalhistas menos rígidas para diminuir a carga tributária do empregador.

__________________________________________________________________

Atenção: Para responder às questões de números 24 e 25 baseie-se no texto abaixo.

"If this is a signal that the public has become so apathetic or uninformed about our environmental devastation, it's tragic."
Niaz Dorry, a Boston staff member of Greenpeace, on the organization's downsizing, which laid off three quarters of its staff and closed most of its offices.

24. It can be inferred from the text that Niaz Dorry

(A) is happy about Greenpeace's success.

(B) is relating the reduction of Greenpeace as an organization to public indifference toward environmental matters.

(C) believes Greenpeace has made the public aware of environmental devastation.

(D) is upset about the tragedy caused by Greenpeace's downsizing.

(E) thinks people are becoming apathetic and
uninformed about environmental devastation because of
Greenpeace's downsizing.

__________________________________________________________________

25. In the text, laid off means

(A) dismissed.

(B) hired.

(C) updated.

(D) trained.

(E) relocated.

ESTATÍSTICA e MATEMÁTICA FINANCEIRA

Atenção: O enunciado a seguir refere-se às questões de números 26 a 28.

Uma pesquisa foi conduzida com o objetivo de observar o número de trabalhadores rurais em propriedades agrícolas com área inferior a 50 ha. O resultado da pesquisa, realizado com uma amostra de propriedades, é apresentado na tabela a seguir. Os números da tabela expressam as porcentagens obtidas em cada categoria.
 
No de trabalhadores rurais (as 
Área em ha 
classes incluem os extremos)
10 
10  30 
30  50 
entre 0 e 2
8
19
entre 3 e 5
11
10 
25
entre 6 e 8
10
18 
30
entre 9 e 11
9
17 
26
Total
12  38 50 100 
26. A média amostral do número de trabalhadores rurais relativa às propriedades com área inferior a 30 ha é de

(A) 3,90

(B) 4,12

(C) 4,36

(D) 4,96

(E) 5,30

__________________________________________________________________

27. Relativamente à área das propriedades, considere as medidas:

Md = mediana amostral

x10% = valor tal que 10% das observações são supe-
riores a ele.

Os valores de Md e x10% são dados, respectivamente, por

(A) 30 ha e 46 ha

(B) 30 ha e 44 ha

(C) 28 ha e 48 ha

(D) 20 ha e 8,33 ha

(E) 20 ha e 46 ha

__________________________________________________________________

28. Selecionando-se ao acaso e com reposição 4 propriedades com menos de 30 ha, a probabilidade de exatamente 3 possuirem, no mínimo, 3 e, no máximo, 5 trabalhadores rurais é de

(A) 

(B) 

(C) 

(D) 

(E) 

29. Uma variável aleatória contínua, X, tem função densidade de probabilidade dada por:

f(x) 

Indique qual das funções de X, dadas abaixo, transforma X numa variável aleatória uniforme no intervalo (0,1).

(A) 

(B) 

(C) 

(D) 

(E) 

__________________________________________________________________

Atenção: Para responder às questões de números 30 a 32 são dados, a seguir, alguns valores da função de distribuição acumulada, F, da normal reduzida e da t de Student com 9 graus de liberdade, através das tabelas 1 e 2,
respectivamente:
 
Tabela 1 
Tabela 2 
z
F(z) 
F(t)
0,68 0,75 1,38 0,90 
1,00 0,84 1,83 0,95 
1,20 0,88
1,25 0,89
2,00 0,98
 

30. O tempo de vida de um aparelho elétrico tem distribuição normal com média de 150 dias e 3o quartil de 184 dias. Se esse tipo de aparelho tiver garantia de 90 dias, que porcentagem das vendas originais do aparelho exigirá substituição?

(A) 7%

(B) 12%

(C) 14%

(D) 15%

(E) 20%

__________________________________________________________________

31. Se X tem distribuição lognormal com parâmetros
0,45 e 2 1,44, determine P, sabendo que  .

(A) 0,95

(B) 0,87

(C) 0,81

(D) 0,76

(E) 0,64

32. O modelo de regressão linear simples yi o 1 xi Ei foi ajustado a uma amostra de 11 pares de observações. A equação de regressão obtida foi:  com coeficiente de explicação de 80% e soma de quadrados residuais igual a 36. O intervalo de confiança com coeficiente de 0,90 para 1 é dado por

(A) 4 2,44

(B) 4 1,53

(C) 4 1,22

(D) 4 0,92

(E) 4 0,31

__________________________________________________________________

Atenção: Para responder as questões de números 33 a 40 você

pode utilizar a tabela abaixo, que fornece valores dos fatores de valor atual a  e de acumulação de capital s  de uma série de pagamentos, à taxa de 3%.
 
n
a 
s
1
0,9709 
1
2
1,9135 
2,03
3
2,8286 
3,0909
4
3,7171 
4,1836
5
4,5797 
5,3091
6
5,4172 
6,4684
7
6,2303 
7,6625
8
7,0197 
8,8923
9
7,7861 
10,1591
10
8,5302 
11,4639
 

33. Um negociante, para efetuar o pagamento de encomendas, deve dispor de R$ 1 000,00 daqui a 4 meses e R$ 2 530,00 daqui a 8 meses. Para tanto, deseja aplicar hoje uma quantia X que lhe permita retirar as quantias necessárias nas datas devidas, ficando sem saldo no final. Se a aplicação for feita a juro simples, à taxa de 2,5% ao mês, o valor de X deve ser

(A) R$ 3 000,00

(B) R$ 3 050,00

(C) R$ 3 100,00

(D) R$ 3 150,00

(E) R$ 3 200,00

34. Na capitalização composta,

(A) a seqüência dos juros produzidos por período é constante.

(B) a seqüência dos montantes ao fim de cada período cresce em progressão aritmética.

(C) só rende juro o capital aplicado inicialmente.

(D) uma taxa mensal de 2% é equivalente a uma taxa bimestral de 4%.

(E) o capital que rende juro em um período é o montante do final do período anterior.

__________________________________________________________________

35. Uma pessoa tomou emprestada a quantia de R$ 10 000,00, combinando fazer a devolução desse capital, com seus juros compostos, à taxa de 3% ao mês, ao completar dois meses da data do empréstimo. No dia do empréstimo, foi necessário pagar a quantia de R$ 300,00, a título de despesas. Nessas condições, para o devedor, a taxa mensal efetiva desse empréstimo foi de, aproximadamente,

(A) 3,5%

(B) 4%

(C) 4,5%

(D) 5%

(E) 5,5%

__________________________________________________________________

36. Uma pessoa quer descontar hoje um título de valor nominal R$ 11 245,54, com vencimento para daqui a 60 dias e tem as seguintes opções:

I. desconto simples racional, taxa de 3% ao mês.

II. desconto simples comercial, taxa de 2,5% ao mês.

III. desconto composto racional, taxa de 3% ao mês.

Se ela escolher a opção I, a diferença entre o valor líquido que receberá e o que receberia se escolhesse a opção

(A) II é R$ 31,50.

(B) II é R$ 39,40.

(C) III é R$  9,00.

(D) III é R$ 12,00.

(E) III é R$ 15,00.

37. Uma pessoa depositou mensalmente a quantia de R$ 100,00 numa caderneta de poupança, à taxa de 3% ao mês. Os depósitos foram feitos no último dia útil de cada mês e o juro foi pago no primeiro dia útil de cada mês, incidindo sobre o montante do início do mês anterior. O primeiro depósito foi feito em 31 de janeiro e não foram feitas retiradas de capital. O montante em 01 de outubro do mesmo ano deve ser

(A) R$    646,84

(B) R$    766,25

(C) R$    889,23

(D) R$ 1 015,91

(E) R$ 1 146,39

__________________________________________________________________

38. Uma dívida, no valor de R$ 9 159,40, vai ser paga em 5 prestações mensais iguais e consecutivas, a primeira delas vencendo ao completar 3 meses da data do contrato. Os juros são compostos, à taxa de 3% ao mês. O valor de cada uma das prestações deve ser

(A) R$ 1 793,77

(B) R$ 2 121,80

(C) R$ 2 185,45

(D) R$ 2 251,01

(E) R$ 2 612,76

__________________________________________________________________

39. Uma dívida, no valor de R$ 5 417,20, vai ser amortizada pelo Sistema Francês, sem entrada, com pagamento em 6 prestações mensais consecutivas, a primeira delas vencendo ao completar 30 dias da data do empréstimo, com taxa de 3% ao mês. Nessas condições, a cota de amortização da primeira prestação será de, aproximadamente,

(A) R$ 837,48

(B) R$ 842,50

(C) R$ 855,72

(D) R$ 892,72

(E) R$ 902,40

__________________________________________________________________

40. Se, na questão anterior, fosse usado o Sistema de Amortização Constante (SAC), a cota de juro na segunda prestação seria igual a, aproximadamente,

(A) R$ 155,20

(B) R$ 150,60

(C) R$ 145,80

(D) R$ 140,30

(E) R$ 135,43

PROVAS - MARE 97
MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO FEDERAL E REFORMA DO ESTADO
Analista de Orçamento
DISSERTATIVA

Leia o Tema abaixo apresentado e o desenvolva da forma mais completa possível, dentro de um limite de 60 a 100 linhas. A avaliação abrangerá a compreensão e domínio do Tema e dos conceitos envolvidos, a adequação e a consistência da argumentação, a conexão e a pertinência ao tema, a objetividade e a clareza da exposição e a seqüência lógica do pensamento.

TEMA PARA DISSERTAÇÃO

O Brasil passou por uma fase de grande crescimento econômico e de valores decrescentes do índice geral de preços, no período de 1967 a 1973. Foi a chamada época do Milagre Econômico Brasileiro. Analise no período:

a) os principais aspectos do processo de crescimento (dados quantitativos) e de desenvolvimento (dados qualitativos) econômico;

b) os desequilíbrios regionais derivados do crescimento industrial e dos fluxos migratórios rurais-urbanos e o empobrecimento de grande parcela da população.

:: Para fazer o download desta prova clique aqui.
 

© Copyright 1998-2005 Concursosolucao.com.br Ltda. Proibida sua reprodução total ou parcial.